www.takeapen.org 15/12/2017 23:24:40
  _search_PORT
Click to send this page to a colleague_send_to_a_friend_PORT
Click to print this page_print_page_PORT

COMENTÁRIOS DO PRIMEIRO MINISTRO EHUD OLMERT SOBRE O  CESSAR FOGO NA FAIXA DE GAZA

 

(NA CERIMÔNIA DE INAUGURAÇÃO DO NOVO PRÉDIO DO COLÉGIO TECNOLÓGICO DA FORÇA AÉREA 

-  26 de novembro de 2006)           

 

Sinto-me feliz com a declaração feita pelo Presidente da Autoridade Palestina, ao me dizer, sem equívocos, que era uma obrigação plena de todas as organizações palestinas parar com os ataques no sul de Israel.

 

Respondí a Abu-Mazen, após consultar os Ministros e membros do Gabinete de Segurança, que um acordo para terminar a luta armada e os ataques na Faixa de Gaza, não significava o final da história e que continuaríamos a lutar pela libertação de Gilad Shalit.  Lutaremos também pelo término do terrorismo na Judéia e Samaria, mas se estas organizações estão prontas a parar todos os ataques, contrabando de armas através de túneis e o disparo de foguetes kassam, nós entenderemos isso como um passo vital, e creio que isso pode ser parte de um processo contínuo, que logo levará a negociações  entre nós e a Autoridade Palestina.

 

Isto foi o que ficou entendido entre eu e o Presidente da Autoridade Palestina, como parte de um processo de diálogo que estivemos mantendo nas últimas semanas.  Eu lhes contarei um segredo.  Quando eu disse aos meus colegas Ministros na noite passada sobre essa proposta, sabíamos que havia uma chance que esse cessar fogo não seria imediatamente implementado, segundo o que foi acordado.  A experiência, especialmente nesta parte do mundo, nos ensinou que nem tudo encontra uma resposta imediata de uma forma compreensível, completa e ordeira. 

 

O Estado de Israel é um Estado muito poderoso, e é capaz de lutar contra qualquer organização terrorista - e todas juntas - quando isso se faz necessário e quando eles lutam contra nós.  É tão poderoso que também é capaz de mostrar comedimento para dar uma chance séria ao cessar- fogo.  O cessar-fogo não é o derradeiro objetivo, mas apenas uma fase do processo que esperamos, criará uma dinâmica que levará às negociações e diálogo e, talvez por último, também em um acordo entre nós e os palestinos.

 

Este é o comprometimento mais importante deste governo.  É o que o motiva e sustenta, e é o que nos dá força para prosseguir.  É minha esperança que a combinação destas circunstâncias - o aniversário de Ben-Gurion, este novo prédio que aumenta o poder do sistema educacional tecnológico israelense, e talvez o começo de um cessar fogo sustentável - sejam sinais de esperança que, apesar dos dias difíceis que temos pela frente, sejam também dias que nos ofereçam uma verdadeira chance. 



Copyright © 2001-2010 TAKE-A-PEN. All Rights Reserved. Created by Catom web design | SEO